Cuidadores, uma relação de afeto

terça-feira, outubro 03, 2017

Entre os diferentes motivos que levam alguém a cuidar de animais, o amor aos pets é unanimidade. Interessada em saber a história das pessoas que hoje fazem parte do mural de cuidadores do site, a Toca conversou com três cuidadoras, Cintia Borges, Jessyca Honorato e Sandra Morem que contaram das suas relações de afeto e carinho com os pets.

Cuidadora da Toca Mil Patinhas em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, Jessyca tem seis cachorros e cuida de muitos outros durante o mês. Ela afirma que é tudo motivado pelo amor. “Começamos a cuidar porque amamos os animais”, conta, referindo-se, também, ao marido Tiago. “Gosto tanto que fiz um curso de auxiliar veterinário e descobri que amo trabalhar com isso”, diz enquanto brinca com dois de seus cachorrinhos no chão da espaçosa sala de estar.




“Eu amo todos os tipos de animais. Os cachorros fazem parte da minha vida e dos meus filhos há muito tempo”, diz Sandra, da toca Dog Hostel. “Comecei brincando, cuidando de cachorros de amigas, mas gostei tanto que, depois, decidi me tornar cuidadora, já que tenho bastante espaço e cuidar de animais me traz muita satisfação”. Para ela, estar na companhia dos bichinhos é uma troca constante de amor e carinho: “é ótimo chegar em casa e ver a alegria deles”, diz. “Os animais, tanto cães como gatos, são muito especiais e nos trazem muito amor”, afirma Sandra. A anfitriã conta com a companhia permanente de seis cachorros, dois gatos e um coelho, mas sempre tem algum hóspede por lá. “É uma troca de amor e isso vale muito a pena”.



O “Lar das Orelhudas”, segundo Cintia, começou como forma de obter uma renda extra, mas ela gostou tanto do trabalho que hoje se dedica exclusivamente a esse serviço. Ela trabalha como pet sitter há dois anos. “Minha casa nem é confortável pra gente, mas é confortável pros animais porque, como eu sempre tive cães e gatos, ela é feita pra eles”, diz. “O sofá é todo deles”, brinca Cintia enquanto um de seus hóspedes se aconchega em seu colo. “Nem adianta eu sentar aqui que vêm todos pra cima de mim”.



  • Compartilhar:

1 comentários

  1. Amotudoisso! Tenho cães em minha casa e os considero os melhores ¨serumaninhos¨ do Planeta!

    ResponderExcluir